Donuts



Gente, quanto tempo!!!! Quase três anos sem aparecer por aqui.
Sinto como se estivesse entrando em uma casa abandonada. As coisas estão exatamente do jeito que deixei quando estive aqui pela última vez. Passo o dedo por um dos móveis e ele está coberto de pó... Bem como no clipe da Adele. Posso até escutar ela ao fundo, como uma trilha sonora: Hello, can you hear me?
Confesso que sinto uma enorme dificuldade em continuar escrevendo esse texto. É como se fossemos velhos amigos que há anos não se veem e, diante de um reencontro, as palavras não se encontram e as bocas calam-se.
Enfim, vou apenas comentar que encontrei esta receita na internet e que ela agradou muito. Os donuts ficaram bem fofinhos, mas lembre-se que tem que comê-los no mesmo dia; depois eles ficam mais ressecados.
Uma boa xícara de café sem açúcar se torna um acompanhamento perfeito!


Ingredientes:

250g de farinha de trigo (sem fermento)
5g (meio pacote) de fermento para pão
40g de açúcar
100ml de leite
50g de manteiga
1 ovo
Uma pitada de sal
Óleo para fritar

Modo de preparo:

Na batedeira, utilizando o gancho próprio para o preparo de massas, bata a farinha, o fermento, o açúcar, o leite, o ovo e o sal até formar uma massa homogênea. Acrescente a manteiga e bata mais um pouco, em velocidade máxima. Se precisar, acrescente aos poucos mais farinha até que a massa fique lisa e desgrude das mãos.
Transfira a massa para uma superfície enfarinhada e, com o auxílio de um rolo, abra-a, deixando-a com uma espessura de 1 cm. Corte-a em círculos, usando um cortador de massa de 7 cm de diâmetro. Usando outro cortador menor, faça os furos no centro dos círculos.
Coloque os donuts em uma assadeira untada, ou utilize um silpat, deixando um espaço entre eles e cubra com um pano. Deixe crescer até que dobre de volume (o tempo é variável, pois nos dias em que a temperatura está quente, eles crescem mais rápido; diferentemente do que acontece nos dias frios).
Preaqueça o forno a 160º C e asse os donuts por aproximadamente 15 minutos. Retire-os do forno e frite-os em óleo quente até deixa-los dourados. Coloque-os sobre um papel tolha para absorver o excesso de oleosidade e, assim que esfriarem um pouco, coloque a cobertura desejada.
Rende aproximadamente 14 unidades.

Nesse post tem duas sugestões de cobertura, mas você pode cobrir com geleia, pasta de amendoim ou qualquer outra coisa que lhe agrade.


Muffin de milho e bacon

Gente, sério: Façam!
Eu adorei muito esse muffin bem fofinho e salgado.
Foi a primeira vez que eu preparei uma receita do chef Curtis Stone e fui agradavelmente surpreendida pelo resultado.
Quem gosta de cozinhar sabe que muitas vezes adquirimos um livro de gastronomia e em seguida mais outro e outro... e fica difícil até escolher uma receita para preparar, tamanha a quantidade de opções gostosas que temos.
Esse livro é um exemplo claro disso; comprei há tempos e acabei demorando a preparar uma de suas receitas.
Já aproveitei para anotar a próxima receita desse mesmo livro e acredito que também será deliciosa.


Ingredientes:
350g de bacon picado grosseiramente
1 espiga de milho verde debulhada
2 ½ xícaras de farinha de trigo
4 colheres (chá) de fermento em pó
½ colher (chá) de sal *
¼ de colher (chá) de pimenta-de-caiena
1 ¼ de xícara de leite integral
3 ovos grandes
2 xícaras (chá) de queijo cheddar branco ralado – substituí por minas meia cura
1/3 de xícara de cebolete fresca picada
Manteiga com sal para servir

Modo de preparo:
Preaqueça o forno a 200 °C. Frite o bacon em uma frigideira de fundo grosso em fogo médio por cerca de 8 minutos ou até ficar crocante. Com uma escumadeira, coloque o bacon sobre o papel toalha. Pincele 12 fôrmas de muffin de tamanho padrão com um pouco da gordura do bacon que ficou na frigideira; reserve ½ xícara dessa gordura e descarte o restante. **
Use uma faca afiada para cortar os grãos de milho da espiga. Você precisará de cerca de 1 xícara de grãos.
Use a batedeira manual para misturar a farinha, o fermento, o sal e a pimenta-de-caina em uma tigela grande.
Em uma tigela, bata o leite, os ovos e a gordura de bacon reservada, 1 ½ xícara do queijo, o milho e a cebolete.
Despeje o conteúdo dessa tigela na outra com a farinha e bata só até misturar. Despeje a massa nas forminhas, em quantidades iguais, e polvilhe com o restante do queijo ralado. Asse por 18 minutos ou até que os muffins estejam dourados e um palito enfiado na massa limpo. Deixe-os esfriar um pouco e depois passe uma faca afiada pelas bordas para soltá-los. Desenforme sirva-os mornos com a manteiga com sal.


* Não usei porque o muffin já fica bastante salgadinho por causa do bacon.
** Eu substituí a gordura do bacon por óleo de canola. 
  
Rende 12 unidades.
Receita do livro As preferidas do chef Curtis Stone, de Curtis Stone. Editora Larousse.

Camarão com batata

Vou confessar que não são os malefícios que o consumo de fritura fazem para o nosso organismo que me impedem de prepará-la. O maior problema é a sujeira que a mesma produz em minha cozinha. Vergonhoso, eu sei. Mas para que mentir, não é mesmo?
Quem tem que limpar um fogão respingado de óleo e passar um paninho com Mr Músculo desengordurante na cozinha inteira, sabe do que eu estou falando. Viram, aqui também rola um jabá gratuito ;)
Li no livro da Annie Bell que esse prato de camarão e batata, que parece fritura mas é assado, poderia ser considerado saudável e que a batata tinha um encanto indescritível e era crocante nas bordas. Ela tem razão: as batatas são demais! Acrescentei algumas folhinhas de alecrim na receita porque eu adoro essa combinação.
Os camarões são realmente bons. Lógico que não são iguais aos fritos por imersão, mas são repletos de sabor. Experimente pingar gotas de limão siciliano sobre eles para deixá-los ainda mais gostosos.


Ingredientes:

Camarão
200g de migalhas de pão integral – substituí por panko
350g de camarão-rosa ou tigre
Farinha de trigo para empanar
2 ovos batidos
Azeite
Tempero a gosto – usei apenas sal e pimenta-do-reino
Salsinha grosseiramente picada e metades de limão para servir

Batata
1,2 kg de batata grande descascadas
Raspas da casca de 1 limão
Azeite de oliva extravirgem
1 colher (sopa) de suco de limão
40g de manteiga sem sal
Sal e pimenta-do-reino

Modo de preparo: 
Preaqueça o forno a 220 °C. Coloque uma fina camada de migalhas de pão em uma assadeira e leve ao forno por 6-8 minutos, até estar levemente dourado. Retire do forno e deixe esfriar.
Corte as batatas, no sentido do comprimento, com 1 cm de espessura e, em seguida, corte-as em fatias grandes. Arranje-as em uma assadeira com cerca de 38 cm x 25 cm e junte as raspas de limão. Regue com 2 colheres (sopa) de azeite e o suco de limão. Espalhe a manteiga e tempere. Cubra a assadeira com papel-alumínio e asse por 20 minutos. Solte as fatias de batata com uma espátula, dê uma mexida e asse-as, descobertas, por mais 30-35 minutos, até ficarem douradas e caramelizadas, mexendo na metade do tempo de cozimento.
Ao final do cozimento da batata, seque os camarões em papel toalha. Amasse as migalhas de pão entre os dedos em uma tigela rasa para quebrar eventuais pedaços grandes. Junte um pouco de tempero e 4 colheres (sopa) de azeite até que as migalhas fiquem uniformes e levemente recobertas. Coloque a farinha de trigo e o ovo batido em tigelas separadas.
Passe os camarões na farinha de trigo um pouco por vez. Mergulhe-os no ovo e depois nas migalhas de pão e coloque-os numa assadeira grande, ligeiramente afastados um do outro. Asse os camarões por 6-7 minutos, até ficarem crocantes e levemente dourados. Polvilhe a salsinha e sirva imediatamente, acompanhados pelas metades de limão.

Rende 4 porções.
Receita do livro Jantar - simples, prático e delicioso, de Annie Bell. Editora Larousse.

Brownie de chocolate ao leite

Precisava usar o chocolate que estava com a validade próxima do vencimento e a primeira coisa que eu pensei em fazer foi brownie. O problema é que todas as minhas receitas são preparadas com chocolate meio amargo e eu tinha que utilizar apenas chocolate ao leite, já que tinha uma quantidade bem grande do mesmo.
Procurei na net e achei a receita do site Epicurious que foi preparada e aprovada pela Paula, do The cookie shop. Aliás, aproveito este post para divulgar, para quem ainda não conhece, o blog da Paula. É lindo! E o que mais admiro nela é a sua generosidade de dividir o seu conhecimento com todos, como por exemplo: o brigadeiro no banho-maria, o Naked cake de coco e pistache e tantas outras receitas gostosas. 
Sobre a receita, apesar de preferir um brownie mais amarguinho, eu gostei bastante e até preparei mais de uma vez. 


Ingredientes: 
50g manteiga sem sal
225g de chocolate ao leite picado
3/4 xícara de açúcar mascavo (medir apertando na xícara)
1 colher (chá) de extrato de baunilha
2 ovos grandes
3/4 xícara de farinha de trigo
1 colher de sopa de cacau em pó sem açúcar
1/2 colher de chá de sal
1/4 colher de chá de fermento
½ xícara de nozes picadas (não faz parte da receita original, mas acrescentei porque tinha algumas nozes dando sopa)

Modo de preparo: 
Preaqueça o forno a 180 °C. Unte e enfarinhe uma assadeira de 22 x 22 cm.
No micro-ondas ou em banho-maria, derreta a manteiga com metade do chocolate, misturando até ficar homogêneo. Deixe amornar.
Adicione a essência de baunilha e o açúcar. Acrescente os ovos, um a um e, com o auxílio de um fouet, misture bem a cada adição.
Em uma tigela, peneire a farinha, o cacau, o fermento e o sal. Adicione à mistura de chocolate e mexa. Acrescente o chocolate restante e as nozes e misture novamente.
Espalhe a massa na assadeira e leve para assar pó 25-30 minutos. Deixe esfriar antes de desenformar e cortar em pedaços.


Rende 16 pedaços.

Kuchen de maçã e amoras

Em um post muito antigo, eu escrevi que queria muito aprender a fazer cuca. Mas tinha que ser uma de verdade, que fosse preparada com fermento para pão.
A cuca com fermento químico tem outro sabor e textura. É um bolo bem gostoso, mas não era isso que eu queria.
Depois de algumas tentativas fracassadas eu meio que deixei de lado, mas outro dia, folheando o livro da Nigella, vi uma receita de cuca do jeitinho que eu queria.
Adorei muito e pretendo repetir novamente, da próxima vez usando damasco. Acho que irá ficar igualmente deliciosa.


Ingredientes:

Para a base
350 a 400g de farinha de trigo
½ colher (chá) de sal
50g de açúcar de confeiteiro
½ pacote de fermento de mistura rápida (cerca de 3g)
2 ovos
½ colher (chá) de essência de baunilha
Casca ralada de 1/2 limão-siciliano
¼ de colher (chá) de canela em pó
125 ml de leite morno
50g de manteiga amolecida
Tabuleiro de 30 x 20

Para a cobertura
1 ovo batido com 1 colher (sopa) de creme de leite e uma pitada de canela em pó
1 maçã pequena ou ½ maçã média (cerca de 175g)
375g de amoras pretas
Casca de ½ limo-siciliano
50g de farinha com fermento
25g de amêndoas moídas
¼ de colher (chá) de canela em pó
50g de manteiga sem sal gelada e em pedacinhos
2 colheres (sopa) de açúcar de confeiteiro
2 colheres (sopa) de açúcar mascavo
25g de amêndoas em lâminas

Modo de preparo:

Coloque 350g de farinha em uma vasilha com o sal, o açúcar e o fermento. Em outra vasilha, bata os ovos e junte-os ao leite morno com a baunilha, o limão e a canela. Despeje os ingredientes líquidos sobre os sólidos e faça uma massa mais ou menos macia, juntando mais farinha se necessário.*
Junte a manteiga, misture com as mãos e amasse mais uns dez minutos, ou metade desse tempo se usar uma máquina. Quando a massa estiver pronta, vai ficar mais macia e elástica.
Cubra com um pano e deixe crescer até dobrar de tamanho (entre uma hora e uma hora e um quarto) ou deixe crescer lentamente em um lugar fresco de um dia para o outro. Coloque em um tabuleiro e pressione contra o fundo. Quando a massa estiver esticada, deixe descansar por 15 a 20 minutos e pincele com a mistura de ovo e creme.
Enquanto isso, preaqueça o forno a 200 °C. Descasque e pique a maçã e coloque em uma vasilha com as amoras e a casa do limão. Deixe descansar na vasilha enquanto prepara a farofa da cobertura.
Coloque a farinha, as amêndoas moídas e a canela em uma vasilha média, misture e junte os pedacinhos de manteiga fria. Usando as pontas dos dedos indicadores e médios, incorpore a manteiga à farinha. Pare quando você obtiver uma mistura que lembra um mingau de aveia encaroçado (esta é uma mistura muito amanteigada). Com o garfo, misture os dois tipos de açúcar e as amêndoas em lâminas.
Espalhe as frutas sobre a massa coberta de ovo e coloque a farofa por cima de tudo. Deixe no forno 15 minutos, baixe para 180 °C e asse mais uns 20 minutos, até a massa crescer e ficar dourada nas bordas e a farofa estar bem incorporada. Não espere que ela fique crocante.
Tire do forno e espere uns 5 minutos antes de cortar em pedaços.


Serve 8 porções.
Receita do livro Nigella Bites, de Nigella Lawson. Editora Ediouro.

* No livro está escrito que normalmente ela acaba usando cerca de 400g, mas aconselha a começar com uma quantidade menor e ir acrescentando mais farinha se necessário.


Friands de coco e limão com cobertura de maracujá

A única vez que fiz esse tipo de bolinho foi no início do blog, em 2010. Lembro-me que na ocasião eu queria utilizar as claras que estavam guardadas na geladeira e, como não tinha farinha de amêndoas, fui procurar uma receita que pudesse ser feita com os ingredientes disponíveis.
Não que o resultado não tenha agradado, mas senti que deveria experimentar outra receita, desta vez usando a farinha de amêndoas.
Fui parar no blog da Valentina e, quando vi a fotografia de seus friands, tive a certeza de ter encontrado a receita ideal.
Dito e feito: adorei o resultado!
Fiz uma pequena modificação na cobertura de maracujá, mas aqui está a receita original.

friands de coco e limão com cobertura de maracujá


Ingredientes:

Para os friands
185g de manteiga sem sal derretida
225g de açúcar de confeiteiro peneirado
75g de farinha de trigo peneirada
125g de amêndoas moídas bem finas e peneiradas (farinha de amêndoas)
6 claras de ovos médios
Raspas de 2 limões verdes
75g de coco ralado seco

Para a cobertura
Polpa de 2 maracujás
6 colheres de açúcar de confeiteiro
50 ml de água

Modo de preparo:

Para os friands
Pré-aqueça o forno a 180 °C. Unte 10 forminhas de muffins ou forminhas próprias para friands.
Em uma tigela, peneire todos os ingredientes secos e reserve.
Em outro recipiente, bata as claras com um garfo até começar a espumar. Acrescente as raspas dos limões e bata levemente para misturar tudo.
Faça um buraco na tigela com os ingredientes secos e acrescente a mistura das claras e a manteiga. Misture tudo delicadamente com um fouet até ficar homogêneo. Deixe a mistura descansar na geladeira por pelo menos duas horas antes de assar.
Encha as forminhas até ¾ da medida total. Leve ao forno por 15-20 minutos. Faça o teste do palito.
Deixe esfriar nas forminhas e desenforme só para servir.

Para a cobertura
Em uma panelinha, leve ao fogo a polpa de maracujá, o açúcar e a água. Deixe ferver até a calda engrossar.
Retire do fogo e deixe esfriar antes de colocar sobre os friands.



Nuggets de frango do Chuck

Quase sempre, quando leio um blog de gastronomia, eu vejo que o amor pela comida despertou ainda cedo nas pessoas. Uma aprendeu ainda pequena com a mãe, a outra com a avó e por aí vai.
Isso não aconteceu comigo. Não, eu jamais tive vontade de cozinhar quando pequena, por mais que a minha mãe dissesse que eu deveria aprender a preparar algo.
Fui aprender a cozinhar depois de adulta. E sabe de uma coisa? Não me arrependo, pois só assim consegui sentir prazer ao cozinhar.
Lembro que, ainda adolescente e morando com a minha irmã, eu muitas vezes me alimentava de bolachas e, quando sentia necessidade de comer algo salgado, preparava um miojo ou um sopão. Era o máximo que eu fazia e era muito feliz dessa maneira.
Hoje eu não faço esse tipo de comida nem por decreto. Detesto! Coisas da vida... Tudo no seu devido tempo.
Quem poderia adivinhar que um dia eu iria para cozinha e preparar esses nuggets?


Ingredientes:
8 coxas de frangos desossados, sem gordura e pele
1 xícara de leitelho (250 ml)
1 ovo
¼ de xícara de cebolinha picada (60 ml)
¼ de xícara de queijo parmesão ralado (60 ml)
3 colher de sopa de molho shoyu (45 ml)
½ colher de chá de Tabasco com alho (2 ml)
1 colher de chá (cada) de sal e pimenta (5 ml)
1 xícara de farinha de trigo para empanar (250 ml)
3 ovos batidos
2 xícaras de farinha panko (500 ml)
1 limão

Modo de preparo:
Em uma vasilha grande, deixe os pedaços de frango marinarem no leitelho. Cubra com um filme plástico e deixe na geladeira durante a noite. Isso amaciará o frango.
Escoe e descarte o leitelho. Em um processador, junte o frango marinado, o ovo, a cebolinha, o parmesão, o molho shoyu, o Tabasco com alho, o suco de limão, o sal e a pimenta. Misture cerca de 1 minuto até formar uma pasta uniforme. Faça nuggets de 5 cm por 2,5 cm, enfileirando-os em uma assadeira. Em uma vasilha rasa, adicione a farinha de trigo e, em outra vasilha separada, os ovos batidos. Recubra os nuggets com a farinha de trigo, em seguida, passe nos ovos e na farinha panko e os devolva para a assadeira. Frite em pequenas porções até dourar por 5 minutos. Ou aqueça 2 colheres de óleo vegetal em uma frigideira grande e frite, virando os nuggets a cada dois minutos por 10 minutos.


Observação: banhar o frango em leitelho resultará em uma carne mais macia e suculenta. Você pode comprar leitelho na seção de laticínios do supermercado, mas a mistura de 1 xícara (250 ml) de leite com 1 colher de sopa (15 ml) de suco de limão ou vinagre obtém o mesmo resultado.

Receita retirada daqui e daqui.

Chocolate quente de colher

O tempo anda meio doido. Um dia estamos de casaco e cachecol e no outro queremos ligar o ar condicionado. Acho que este é o inverno que menos sofri em Floripa, pois o calor e o frio estão fazendo rodízio aqui.
Dias atrás, quando o tempo estava friozinho, eu resolvi testar uma receita que me chamou atenção pela simplicidade e pela maneira fofa que é servido o chocolate.
Gente, adorei! O sabor é realmente bem gostoso.
Não espere que fique cremoso porque ele não leva amido de milho ou outro espessante. Aliás, eu prefiro chocolate quente assim, sem essa cremosidade. 



Antes de preparar a receita você irá precisar de:
6 colheres de madeira
Uma fôrma de silicone ou PVC no modelo que desejar – pode usar forminhas de gelo com formato de coração, estrela, etc.

Ingredientes:
100g de chocolate meio amargo
30g de cacau em pó
30g de açúcar de confeiteiro
Confeitos para decorar – opcional

Modo de preparo:
Derreta o chocolate no micro-ondas em potência média ou em banho-maria, mexendo ocasionalmente.
Misture o cacau e o açúcar de confeiteiro no chocolate derretido e preencha as cavidades da fôrma com essa mistura. Coloque uma colher em cada uma das cavidades e, se desejar, salpique confeitos sobre o chocolate.
Leve para gelar e desenforme quando o chocolate estiver endurecido.
Para cada colher, aqueça 150 ml de leite e dissolva o chocolate no mesmo.



Receita do site Crumbs Food. Para ver o vídeo, clique aqui.

Pavlova de maracujá

Uma receita que é fácil, rápida (sem levar em conta o tempo de cozimento) e deliciosa. Eu adoro e o marido compartilha da mesma opinião. Então, para aqueles dias em que a preguiça é tanta e a vontade de comer um doce é maior ainda, prepare pavlova e desfrute de um momento de extrema felicidade.


Ingredientes:
4 claras de ovo
16 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (chá) de vinagre de vinho branco
2 colheres (chá) de maisena
1 colher (chá) de extrato de baunilha
200 ml de creme de leite fresco ou nata
2 colheres de sopa de açúcar de confeiteiro
2 ou 3 maracujás

Modo de preparo:
Preaqueça o forno a 180 °C. Forre um tabuleiro com papel manteiga. Com a ajuda de um prato,desenhe um círculo de 20 cm de diâmetro no papel. *
Bata as claras até que formem picos firmes.
Adicione o açúcar e bata levemente para incorporá-lo
Junte o vinagre, o amido de milho e o extrato de baunilha e envolva cuidadosamente com o auxílio de uma colher, sem mexer muito. Coloque o merengue sobre o papel vegetal, formando a base da pavlova.
Regule o forno para 150ºC e leve para cozinhar por aproximadamente 1 hora e 15 minutos. Desligue o forno e retire apenas quando estiver fria.
Coloque a base de merengue no prato que vai servir. **
Bata o creme de leite ou as natas com o açúcar de confeiteiro até atingir o ponto anterior ao chantilly e coloque sobre a base.
Decore com a polpa dos maracujás, ou qualquer outra fruta a seu gosto.

Receita da Nigella, que encontrei no blog Quiche de macaxeira. Para ver o vídeo da receita, clique aqui.
  
*Preferi assar pequenas pavlovas para servir porções individuais da mesma. Rendeu 10 unidades.
 ** A Nigella inverteu a base, deixando o lado plano do merengue para cima.

Pipoca com cobertura de chocolate e pipoca caramelada

A primeira opção é mais uma sugestão do que propriamente uma receita. Quem precisa seguir uma receita para cobrir uma pipoca com chocolate, não é mesmo?
A outra opção, que é a pipoca caramelada, já apareceu no blog e desde que a provei pela primeira vez, só tenho elogios para a mesma. Simplesmente adoro!
É bem calórica, eu confesso, mas é o tipo de pipoca que deve ser preparada com o intuito de compartilhar com várias pessoas.


Pipoca com cobertura de chocolate

Ingredientes:
2 xícaras (chá) de pipoca estourada
220g de chocolate ao leite ou meio amargo

Modo de preparo:
Em uma vasilha média, derreta o chocolate conforme a instrução do fabricante. Se necessário faça a temperagem do mesmo.
Coloque pequenas porções de pipoca dentro do chocolate derretido e, com um garfo próprio para banhar, misture cuidadosamente até cobri-la por completo. Retire as pipocas do chocolate e bata o garfo na lateral da vasilha para retirar o excesso de chocolate. Coloque as pipocas sobre uma folha de papel manteiga ou alumínio e deixe o chocolate endurecer.
Conserve-as em um pote hermeticamente fechado.

Pipoca caramelada

Ingredientes:
1/2 copo de milho de pipoca (ou 14 copos de pipoca já estourada)
5 colheres de óleo de canola ou óleo de girassol
2 copos de açúcar mascavo claro, bem apertado no copo.
1 copo de manteiga sem sal (200 gramas)
1/2 copo xarope de glucose (Karo)
1 colher de sobremesa de sal
1 colher de sobremesa de bicarbonato de sódio

Modo de preparo:
Pré-aqueça o forno a 100 ºC.
Em uma panela bem grande aqueça o óleo e estoure as pipocas. Despreze qualquer grão que não tenha estourado, deixe esfriar e cubra com filme plástico.
Coloque em outra panela o açúcar mascavo, a manteiga, a glucose e o sal. Leve ao fogo médio e mexa de vez em quando até começar a borbulhar. Assim que começar aborbulhar deixe o caramelo atingir a temperatura de 120 ºC (mais ou menos 5 minutos e não se deve mexer a calda).
Retire do fogo, adicione o bicarbonato (vai borbulhar ferozmente) e misture bem. Entorne o caramelo sobre as pipocas e com o auxilio de dois garfos untados com manteiga, envolva as mesmas na calda até ficarem completamente cobertas.
Coloque as pipocas em um tabuleiro (não precisa untar) e leve ao forno por 1 hora, mexendo a cada 15 minutos com os garfos. Retire do forno e deixe esfriar. Conserve as pipocas em um recipiente com tampa.


A receita da pipoca caramelada é do blog Simplesmente Delícia.

Bagel

Recentemente eu vi no supermercado um pacotinho de bagel para vender e fiquei curiosa para provar. Acabei comprando e, embora tenha gostado, achei bem parecido com pão de hambúrguer.  Descobri, lendo a embalagem, que os pãezinhos foram adaptados ao paladar do brasileiro. Nem dei muita bola porque não tinha como comparar com um bagel tradicional (nunca comi).
Acontece que, outro dia, lendo alguns comentários sobre o tal pão, vi muitas pessoas dizendo que ele não tinha nada a ver com o outro.
Fui buscar uma receita para tentar descobrir a diferença entre ambos e resolvi testar a receita do livro O livro dos pães. Já contei o quanto gosto desse livro. Acho que um dia conseguirei testar todas as receitas, diferente dos demais livros que tenho em casa, que acabo fazendo uma ou outra.
O resultado foi mesmo bem diferente; ele é bem mais durinho!
Eu gostei de ambos. Não tem como não gostar de pão :)  


Ingredientes:
500g de farinha de trigo branca forte
2 colheres (sopa) de açúcar refinado
1 colher (chá) de sal
1 ¼ colher (chá) de fermento seco instantâneo
300 ml (1 ¼ xícara) de água
1 gema de ovo, para pincelar
3 colheres (sopa) de sementes de gergelim ou de papoula

Modo de preparo: 

Para fazer manualmente

1 – Coloque a farinha, 1 colher (sopa) do açúcar, o sal e o fermento em uma tigela grande. Gradualmente, junte água morna suficiente para formar uma massa macia.

7 – Sove bem sobre uma superfície levemente enfarinhada por 5 minutos, até que a massa fique macia e elástica. Coloque a massa de volta na tigela, cubra com plástico filme besuntado com óleo, sem apertar, e deixe em local quente para crescer por 1 hora ou até a massa fique com o dobro do tamanho.

3 – Coloque a massa de volta sobre a superfície levemente enfarinhada, sove bem e corte em 10 partes iguais. Enrole cada um dos pedaços, formando bolinhas, depois faça um furo de cerca de 3, 5 cm no centro de cada bolinha com o dedo bem enfarinhado. Aumente o furo com um segundo dedo, fazendo movimentos circulares com os dedos.

4 – Transfira os bagels para duas assadeiras forradas com papel antiaderente para forno. Cubra-os com plástico filme besuntado com óleo, sem apertar, e deixe em local quente para crescerem por 30 minutos, ou até que cresçam pela metade novamente.

5 – Quando os bagels estiverem quase prontos, coloque 2 litros (8 xícaras) de água em uma panela grande, acrescente o restante do açúcar e deixe ferver.

6 – Com cuidado, coloque os bagels na água fervente, um por um, por 1 a 2 minutos de cada lado, ou até que flutuem. Tire os bagels da água com uma escumadeira e coloque-os de volta na assadeira para escorrer.

7 – Transfira-os para duas assadeiras untadas. Pincele com a gema do ovo misturada com 1 colher (sopa) de água e salpique as sementes. Asse em forno preaquecido por 200 °C por 12 a 15 minutos, até que fiquem bem dourados e pareçam ocos ao receberem leves batidas com as pontas dos dedos. Transfira para uma grade de metal, para esfriar.

Para fazer na máquina

1 – Tire a fôrma de dentro da máquina, encaixe o batedor e coloque a manteiga, os ovos batidos e o leite. Com uma colher, coloque a farinha por cima, depois o sal e o açúcar. Faca um pequeno furo no centro da farinha e coloque o fermento dentro dele.

2 – Insira a fôrma na máquina. Feche a tampa e selecione o programa de massa ou massa básica. Aperte o botão “iniciar”.

3 – Ao final do programa, retire a fôrma de dentro da máquina, coloque a massa sobre uma superfície levemente enfarinhada e continue a partir do passo 3, acima.

Receita do livro O livro dos pães, de Sara Lewis. Editora Larousse.